sexta-feira, 13 de agosto de 2010

# E ainda tentam nos calar..

Sejam Bem vindos Senhores,
É um enorme prazer recebê-los em nossa casa.
Hoje, em comemeração a mística Sexta 13, a primeira rodada é por nossa conta.
Fiquem à vontade!

--

Eu poderia escrever aqui sobre a famosa "Sexta 13", sorte ou azar, gato preto, urucubaca, olho gordo, mantra, meteoros, Dona Delma ou qualquer outro assunto "Top" do dia.
Mas, acredito que algumas oportunidades nos são dadas para que possamos propagar alguma mensagem positiva e.. não menos, Construtiva.


Pra quem não sabe, o movimento #LiberdadeMusical começou numa brincadeira de Twitter.
Sábado, dia 7, eu, com o tédio gritando, li uma 'fofoca' em primeira mão sobre o tal boicote de Fracasso nas rádios.
Pois bem, tendo o espírito um tanto Che, twittei lá frases revolucionárias e bem despretenciosas, diria.
Mais tarde, recebi um sms, dizendo que uma galera havia entrado na onda e levantavam uma bandeira por mais guitarras nas rádios, por um rock mais justo, pelo fim da alienação cultural em nosso país.
De cara, tomei um puta susto e não imaginava que uma brincadeira pudesse revirar a cabeça das pessoas dessa forma. Mais tarde, nossa querida Pitty deu o ar da graça no manifesto e as coisas começaram a ganhar formas.
Eu sempre acreditei na força da Revolução, desde que haja: um bom motivo; pessoas capazes de argumentar; público alvo; pessoas de credibilidade e o mais importante, que a causa toque quem nela acredita.
Tenho visto a movimentação das pessoas, a indignação, a vontade de fazer acontecer.. é certo que temos todos os atributos para uma boa causa. Agora, o que fará da nossa vontade uma revolulção é a ousadia e a determinação em unirmos a melhor tropa, os melhores soldados e colocarmos em prática a melhor estratégia.

".. Mas existe o bom combate
É não desistir sem tentar.."



Venho aqui dizer, primeiramente, que PODEMOS mudar sim, não é só utopia, que as pessoas que estão levando o #LiberdadeMusical a sério podem contar com o feedback do lado que cá, que nós não nos calaremos rente à uma injustiça, que estamos unidos, fechando os 4 cantos desse país em busca de dias melhores pra nós, pro Rock e pra todos que levam a música no peito.

À quem possa interessar:

"Sei que não dá para mudar o começo mas, se a gente quiser, vai dar para mudar o final!"

Fica aqui o agradecimento e a intimação: Se não aceita, grite!
Juntos somos nós, sós não somos não.

---

Considerações finais:

E se passarem por um gato preto hoje, diga que toda ajuda é bem vinda pro nosso Movimento ;)
Me despeço e brindo com uma dose de Tequila por vocês.


Muita luz e MUITO ROCK pra todos!
@jessnroll

;@

3 comentários:

Pc Guimarães disse...

Disse tudo! estamos aqui pra td õ/

Mais uma tequila, fazfavor.

Willian Lopes de Sousa Augusto disse...

O corvo disse nunca mais; mas quem disse que ele dizia a verdade? Pra que ouvi-lo?
Acho que o conversar de boteco hj, mostrou exatamente o tipo de conversa que temos que ter: ate que ponto devemos aceitar toda essa alienação? ate que ponto o deixa pra lá é valido? ate que ponto devmos nos deixar se fazer de otarios nas mãos que nós deveriamos guiar? É a bebida ta na mesa, a rodada ja ta paga, puxa o banquinho e chega mais! debate NOW!
Jess- Arrasou!! Perfeito! :)

Johny Moraes disse...

Estava curioso de saber quem foi o criador ou criadora da tag. Pronto, matei minha curiosidade. Mas antes de saber quem tinha criado eu já havia falado do assunto usando como tema a tag que você,Jess, fez. http://www.myspace.com/punkpsychodelic/blog